Pesquisa
Actualidade
Um dos maiores clássicos da história vai a leilão
12:11 - 11-04-2017
  23
Um dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilão
Um dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilãoUm dos maiores clássicos da história vai a leilão

No mundo dos clássicos um dos prémios mais prestigiados é o "Best in Show" na Pebble Beach. Um troféu que é quase sempre vencido por carros anteriores à Segunda Guerra Mundial tem na sua lista de campeões este Mercedes-Benz 680 S Torpedo Roadster de 1928. Um dos três produzidos pelo carroçador Saoutchik – e único sobrevivente – este clássico Mercedes levou as honras durante o "Pebble Beach Concours d’Elegance" de 2012 e vai agora a leilão.   

Evidentemente marcado pela sua assinatura de pára-brisas baixo, tejadilho que desaparece, interior em pele vermelha, decoração em madeira e um exterior altamente polido, o carro foi trazido por Frederick Henry Bedford Jr. ao Salão Automóvel de Nova Iorque em 1929. O modelo ficou na posse da família durante 75 anos até que o pai e filho Paul e Chris Andrews compraram o carro à família Bedford em 2008. Dois anos depois da compra, os coleccionadores decidiram iniciar o processo de restauro que durou mais dois anos.

Este Mercedes registou uma pontuação perfeita de 100 pontos na sua estreia em Pebble Beach e levou o primeiro prémio. Entre outros, o carro venceu também o "First in Class" no ano seguinte, no "Concorso d’Eleganza Villa d’Este" – local onde voltará no próximo mês para ser vendido pela quantia mais elevada oferecida à leiloeira RM Sotheby’s.

A casa de leilões espera alcançar um valor entre os 6,5 e os oito milhões de euros, sendo o carro mais valioso vendido em leilão neste ano. Um valor que não será difícil de alcançar já que não é todos os dias que um clássico vencedor de prémios está disponível para venda.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.