Pesquisa
Actualidade
Para a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distância
13:59 - 27-02-2017
  15
Para a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distância
Para a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distânciaPara a BMW o nível 5 de condução autónoma está a 10 anos de distância
De acordo com a SAGE (Society of Automotive Engineers), existem cinco níveis de automatização que definem até onde chegam os "auxiliares de condução" e onde começam os sistemas autónomos.

E nesta "escala" que a SAGE contempla, o nível máximo, "5", define os veículos onde os ocupantes são meros passageiros, com o automóvel a "tomar" conta de todos os acontecimentos.

E apesar da BMW (mais concretamente a sua divisão BMW i) estar a mudar o seu foco para o desenvolvimento de tecnologias autónomas, a marca da Baviera acredita que ainda estamos longe de chegar ao nível 5 da condução autónoma.

"Os sistemas de segurança vão ajudar, mas não vão assumir o controlo a 100 por cento. Temos pelo menos dez anos à nossa frente de condução assistida em algumas situações, e não de condução autónoma", afirmou Dirl Wisselmann, responsável máximo da condução autónoma da BMW, em declarações à publicação "Drive Mag".

Contudo, há quem tenha previsões mais optimistas. A Ford, por exemplo, já afirmou que em 2021 terá veículos autónomos de nível quatro à venda, Porém, convém recordar que a principal diferença entre o nível quatro e o nível cinco é o facto de no nível cinco o sistema ser capaz de se adaptar a todas as condições de condução sem a presença de nenhum passageiro a bordo.

E para quem afirma que o desenvolvimento dos sistemas de condução autónoma vão "matar" a verdadeira experiência de condução de um automóvel, Dirl Wisselmann garante que "os sistemas autónomos apenas vão tratar das partes mais aborrecidas da condução", deixando o condutor "disfrutar do seu BMW quando quiser". "Não há nada de divertido em ir para o trabalho numa auto-estrada com bastante trânsito. Mas no campo ou em estradas mais sinuosas, vai continuar a ser capaz de ‘tratar do assunto’ com as próprias mãos".
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.