Pesquisa
Actualidade
Mercedes 300 SL Roadster faz 60 anos
18:35 - 27-03-2017
  17
Mercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anos
Mercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anosMercedes 300 SL Roadster faz 60 anos
O passado da Mercedes está repleto de criações que se tornaram autênticos tesouros, mas há um modelo que salta à vista, o Mercedes 300 SL, o famoso coupé da marca de Estugarda que contava com portas de asa de gaivota e que nasceu a meio da década de 50.

O 300 SL Gullwing foi lançado em 1954 e era um dos desportivos mais rápidos da época, mas no Salão de Genebra de 1957 a Mercedes apresentou a versão Roadster, que além de ter tudo o que o Coupé oferecia, ainda tinha a "magia" da condução a céu aberto.

Escusado será dizer que com o passar dos anos se afirmou como um clássico da fabricante de Estugarda. E agora, no ano em que cumpre o 60º aniversário, recuperamos um dos carros mais representativos da história da Mercedes.

Segundo a marca, o seu nascimento está relacionado com a necessidade de criar uma versão descapotável do 300 SL para o mercado norte-americano. É que apesar de ter sido desenhado e construído na Alemanha, 800 dos 1400 coupé fabricados até 1957 foram exportados para os Estados Unidos, um mercado onde a Mercedes percebeu que também havia espaço para uma variante roadster.

E essa versão acabaria mesmo por receber luz verde pouco depois, sendo que em 1956 a Mercedes concedeu um exclusivo à revista americana "Collier" que confirmava os planos para o lançamento do 300 SL Roadster.

Esta decisão levou a que a carroçaria tivesse que ser reforçada e que os engenheiros tivessem de encontrar uma configuração diferente para as portas, já que as famosas "GullWing" não podiam ser usadas nesta versão. Tudo junto, o roadster somava mais 120 kg do que o coupé, diferença que a Mercedes só conseguiu atenuar em 1962, quando desceu esta diferença para os 5 kg.

No que a motorizações diz respeito, este 300 SL Roadster contava com o mesmo V6 de 3.0 litros de 215 cv que equipava a versão coupé.

E se a sua forma se manteve praticamente intacta ao longo dos anos, foram muitas as alterações técnicas que o 300 SL sofreu nos anos seguintes ao seu lançamento. Destacamos a introdução de um tejadilho rígido removível em 1958 e a introdução de travões de disco em 1961, sendo que em 1963, quando deixou de ser produzido, a Mercedes tinha feito 1858 unidades.

Agora, 60 anos depois, continua a ser um dos automóveis mais apetecíveis para os coleccionadores. Mas quem quiser comprar um nos dias de hoje tem de estar preparado para pagar perto de um milhão de euros…
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.