Pesquisa
Actualidade
Ford vai ter 90 protótipos autónomos até ao final do ano!
11:55 - 29-12-2016
  2
Ford vai ter 90 protótipos autónomos até ao final do ano!
Ao fim de três anos de trabalho, a Ford dá mais um passo na direcção dos automóveis totalmente autónomos, com a nova geração de veículos-laboratório que recebe a tecnologia mais recente e avançada. A ideia é desenvolver automóveis que possam ser classificados, já em 2021, no nível 4 SAE, ou seja, como carros totalmente autónomos que não necessitam de ter sequer alguém ao volante!

"Por agora estes carros continuam a ter volante e pedais, equipamentos que, em última instância, esses nossos futuros veículos nem precisarão de ter", promete Chris Brewer, director do programa de engenharia.

Ford vai ter 90 protótipos autónomos até ao final do ano!


Esta nova geração de veículos de testes continua a ter como base os Ford Fusion Hybrid (que são os Mondeo na Europa) que já serviam antes para desenvolver a tecnologia autonóma, mas agora com equipamentos mais desenvolvidos e software mais poderoso. Uma das principais novidades são os novos sensores LIDAR – mede as distâncias pelo tempo que demora a receber o reflexo de um feixe de luz, normalmente um laser – que foram evoluídos de forma a poderem ser usados apenas dois em vez de quatro, para as mesmas funções.

Assim, o sistema que a Ford denomina de "condutor virtual" é composto por: sensores LIDAR, câmaras e radar; algoritmos para localização e selecção de rotas; visão computorizada com capacidade de aprendizagem; mapas 3D de alta definição; e um software de elevada capacidade para trabalhar a gigantesca quantidade de dados que todos aqueles sistemas fornecem: cerca de 1 terabyte por hora!

Nestes veículos de testes, todo este sistema ocupa a bagageira do Fusion/Mondeo… que não é pequena! Os dois sensores LIDAR estão nos pilares A do carro e conseguem uma visão de 360º numa distância equivalente a dois campos de futebol. Há ainda três câmaras montadas nas barras do tejadilho e por trás do pára-brisas para identificarem objectos e lerem os sinais de trânsito. Por fim, os radares de curto e longo alcance estão preparados para detectar tudo o que se passa à frente do veículo e sob quaisquer condições, haja chuva, neve ou nevoeiro.

São estes sistemas que "alimentam" o "cérebro" que está na bagageira e que vai trabalhando todos estes dados com o que "sabe" dos mapas 3D de alta definição e com o que foi… "aprendendo" de passagens anteriores pelos mesmos locais.

Na adaptação destes Fusion Hybrid para desenvolver todos estes sistemas autónomos, a Ford teve ainda de lhes montar baterias de alta capacidade, já que as normais não conseguiriam fornecer a energia suficiente para que todos os sistemas conseguissem funcionar… "As responsabilidade do ‘condutor virtual’ podem dividir-se em três funções: perceber o ambiente circundante, usar essa percepção para tomar decisões na estrada e controlar o carro", explica Chris Brewer.

Com esta nova geração de carros-laboratório, a Ford aposta forte nos veículos autónomos que quer oferecer a partir de 2021 para uma utilização partilhada. Os testes estão a ser realizados em estradas do Michigan, Arizona e Califórnia e, a partir destes primeiros carros, a marca da oval azul pretende triplicar a sua frota autónoma, chegando a… 90 veículos de testes no final deste ano!

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.