Pesquisa
Actualidade
Citroën Dyane chega aos 50 anos
14:00 - 16-08-2017
  89
Citroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anos
Citroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anosCitroën Dyane chega aos 50 anos
Este ano celebra-se o 50º aniversário do nascimento do Citroën Dyane, um modelo que nasceu com uma difícil tarefa em "mãos": assumir o lugar do icónico 2 CV.

Mas se esta proposta se revelou mais actual e elegante, sobretudo por culpa do equipamento mais refinado e da estética diferente (carroçaria mais dinâmica e linhas mais angulares), o Dyane nunca se assumiu como um verdadeiro sucessor do 2 CV. E prova disso é o facto da produção do Dyane ter chegado ao fim antes mesmo da do 2CV.

Apresentado em 1967m durante o Salão Automóvel de Paris, este Dyane destacou-se pelo desenho do portão traseiro que dava acesso ao porta-bagagens, pela capota "retráctil" de duas posições, banco traseiro removível e faróis dianteiros incorporados nos pára-choques.

Com 3.90 metros de comprimento e capacidade para quatro ocupantes, o Dyane foi produzido nas mesmas linhas de montagem do 2 CV e utilizava o mesmo motor de 425 cc acoplado a uma caixa de quatro velocidades e tracção dianteira.

A produção do Dyane durou até 1983, altura em que este Citroën somava 1.444.583 unidades vendidas, sendo que pelo meio se foi diversificando e dando origem a versões distintas. Falamos sobretudo do Dyane 4, que contava com um motor de 435 cc, e do Dyane 6 (bloco de 602 cc), um modelo "Made in Spain" que se fabricou na unidade de produção de Vigo, em Espanha.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.