Pesquisa
Actualidade
Acabou! Porsche fecha série 991 com o 911 Speedster!
19:17 - 22-12-2019
 
Michael Steiner, director de investigação e desenvolvimento do construtor germânico, afirmou, na ocasião, que “a Porsche representa a tradição e a inovação, e isso não se reflecte em mais nenhum modelo do que aquele que é claramente o desportivo nuclear da marca: o 911!”.“O Porsche 911, que substituiu o 356 em 1963, tornou-se nas décadas seguintes um ícone desportivo incomparável”, acrescentou o responsável da marca de Estugarda. “A geração 991, em particular, estabeleceu novos padrões em termos de desempenho, condução e eficiência."“Enche-me de orgulho, misturado com alguma tristeza, ter de enviá-lo para a reforma”, ironizou Michael Steiner. “Posso afirmar que, para mim, o Porsche 991 deu-me um enorme prazer!”Apresentado em 2011 no Salão Automóvel de Genebra, o Porsche 911 Carrera despertou de imediato paixões junto dos fãs do desportivo.Estava equipado com um motor 'boxer' de 3.4 litros de injecção directa para gerar 350 cv de potência e 390 Nm de binário.O 911 Targa, lançado no final de 2012, foi igualmente espectacular. Como o lendário Targa original, o novo modelo tinha o seu característico arco largo em vez dos pilares B.Ao pressionar um botão, a secção frontal do tejadilho recolhia automaticamente na parte traseira do desportivo.A série de inovações mecânica desenvolvida pela Porsche prosseguiu no 911 Turbo.Foi neste modelo que foram montados os primeiros motores turbo aerodinâmicos activos, equipados com filtro de partículas.A Porsche celebrou, em 2013, o 50º aniversário do 911 com uma edição limitada de apenas 1963 exemplares.
A geração 991 provou, também, ser o suporte ideal para modelos especiais e super carros desportivos radicais.Em 2016, o Porsche 911 R de 500 cv evocou as memórias do desportivo de corrida apresentado em 1967.Versão limitada a 991 unidades, o Porsche 911 R, com transmissão manual de seis velocidades, oferecia 323 km/hora de velocidade de ponta.Outros dois "puristas", directamente inspirados pelos seus antecessores "clássicos", fizeram a sua estreia em 2017: o Porsche 911 Carrera T e o 911 GT3 equipado com o Touring Package.O Porsche 911 T oferecia a mesma motorização do Carrera básico, mas com uma série de afinações que permitiam desfrutar de uma condução mais agradável e segura.O Porsche 911 GT3 equipado com o Touring Package dispunha do já conhecido motor de 4.0 litros da versão original, mas com uma caixa manual de seis velocidades e sem asa traseira fixa.
O 911 GT3 (Touring Package) faz 3,9 segundos dos 0 aos 100 km/hora para uma velocidade máxima de 320 km/hora.O milionésimo 911 também foi construído como parte da geração 991 mas nunca chegou às mãos dos fãs da marca germânica.O modelo comemorativo Irish Green era revestido em pele com bancos especiais Pepita.
Ainda em 2017, a Porsche Exclusive Manufaktur apresentou o 911 Turbo S Exclusive Series, pintado num vistoso amarelo dourado metalizado.
O exclusivo modelo debitava 607 cv que lhe permitiam fazer 2,9 segundos dos 0 aos 100 km/hora para uma velocidade máxima de 330 km/hora.E eis que surge, no mesmo ano, o Porsche 911 GT2, a versão desenvolvido com a tecnologia de competição mais poderosa alguma vez aplicada neste modelo nascido em 1963.Com 700 cv de potência, este "monstro" faz 2,8 segundos dos 0 aos 100 km/hora, e "voa" até aos 340 km/hora.Já o Porsche 911 GT3 RS, construído sobre uma plataforma de competição, com um motor de 4.0 litros naturalmente aspirado de 520 cv, combinava perfeitamente a emoção das pistas de corrida com uma mecânica optimizada para circular na estrada.Equipado com um novo motor semelhante ao utilizado pelos modelos GT3 e RSR, esta versão tinha mais 20 cv e mais 10 Nm do que o seu antecessor, atingindo agora os 520 cv de potência e os 470 Nm de binário.Já este ano, mesmo a tempo de celebrar o 70º aniversário do primeiro desportivo da Porsche – a empresa foi originalmente fundada em 1931 – nasce o 911 Speedster, integrando as virtudes originais da marca (construção leve, eficiência, pureza e prazer de condução), patentes nos seus 510 cv de potência.O descapotável de dois lugares não foi apenas o modelo mais recente a ser lançado; foi também o último da série a ser fabricado, fechando com selo de ouro uma geração que colocou o Porsche 911 no seu patamar mais elevado.
Michael Steiner, director de investigação e desenvolvimento do construtor germânico, afirmou, na ocasião, que “a Porsche representa a tradição e a inovação, e isso não se reflecte em mais nenhum modelo do que aquele que é claramente o desportivo nuclear da marca: o 911!”.“O Porsche 911, que substituiu o 356 em 1963, tornou-se nas décadas seguintes um ícone desportivo incomparável”, acrescentou o responsável da marca de Estugarda. “A geração 991, em particular, estabeleceu novos padrões em termos de desempenho, condução e eficiência."“Enche-me de orgulho, misturado com alguma tristeza, ter de enviá-lo para a reforma”, ironizou Michael Steiner. “Posso afirmar que, para mim, o Porsche 991 deu-me um enorme prazer!”Apresentado em 2011 no Salão Automóvel de Genebra, o Porsche 911 Carrera despertou de imediato paixões junto dos fãs do desportivo.Estava equipado com um motor 'boxer' de 3.4 litros de injecção directa para gerar 350 cv de potência e 390 Nm de binário.O 911 Targa, lançado no final de 2012, foi igualmente espectacular. Como o lendário Targa original, o novo modelo tinha o seu característico arco largo em vez dos pilares B.Ao pressionar um botão, a secção frontal do tejadilho recolhia automaticamente na parte traseira do desportivo.A série de inovações mecânica desenvolvida pela Porsche prosseguiu no 911 Turbo.Foi neste modelo que foram montados os primeiros motores turbo aerodinâmicos activos, equipados com filtro de partículas.A Porsche celebrou, em 2013, o 50º aniversário do 911 com uma edição limitada de apenas 1963 exemplares.
A geração 991 provou, também, ser o suporte ideal para modelos especiais e super carros desportivos radicais.Em 2016, o Porsche 911 R de 500 cv evocou as memórias do desportivo de corrida apresentado em 1967.Versão limitada a 991 unidades, o Porsche 911 R, com transmissão manual de seis velocidades, oferecia 323 km/hora de velocidade de ponta.Outros dois "puristas", directamente inspirados pelos seus antecessores "clássicos", fizeram a sua estreia em 2017: o Porsche 911 Carrera T e o 911 GT3 equipado com o Touring Package.O Porsche 911 T oferecia a mesma motorização do Carrera básico, mas com uma série de afinações que permitiam desfrutar de uma condução mais agradável e segura.O Porsche 911 GT3 equipado com o Touring Package dispunha do já conhecido motor de 4.0 litros da versão original, mas com uma caixa manual de seis velocidades e sem asa traseira fixa.
O 911 GT3 (Touring Package) faz 3,9 segundos dos 0 aos 100 km/hora para uma velocidade máxima de 320 km/hora.O milionésimo 911 também foi construído como parte da geração 991 mas nunca chegou às mãos dos fãs da marca germânica.O modelo comemorativo Irish Green era revestido em pele com bancos especiais Pepita.
Ainda em 2017, a Porsche Exclusive Manufaktur apresentou o 911 Turbo S Exclusive Series, pintado num vistoso amarelo dourado metalizado.
O exclusivo modelo debitava 607 cv que lhe permitiam fazer 2,9 segundos dos 0 aos 100 km/hora para uma velocidade máxima de 330 km/hora.E eis que surge, no mesmo ano, o Porsche 911 GT2, a versão desenvolvido com a tecnologia de competição mais poderosa alguma vez aplicada neste modelo nascido em 1963.Com 700 cv de potência, este "monstro" faz 2,8 segundos dos 0 aos 100 km/hora, e "voa" até aos 340 km/hora.Já o Porsche 911 GT3 RS, construído sobre uma plataforma de competição, com um motor de 4.0 litros naturalmente aspirado de 520 cv, combinava perfeitamente a emoção das pistas de corrida com uma mecânica optimizada para circular na estrada.Equipado com um novo motor semelhante ao utilizado pelos modelos GT3 e RSR, esta versão tinha mais 20 cv e mais 10 Nm do que o seu antecessor, atingindo agora os 520 cv de potência e os 470 Nm de binário.Já este ano, mesmo a tempo de celebrar o 70º aniversário do primeiro desportivo da Porsche – a empresa foi originalmente fundada em 1931 – nasce o 911 Speedster, integrando as virtudes originais da marca (construção leve, eficiência, pureza e prazer de condução), patentes nos seus 510 cv de potência.O descapotável de dois lugares não foi apenas o modelo mais recente a ser lançado; foi também o último da série a ser fabricado, fechando com selo de ouro uma geração que colocou o Porsche 911 no seu patamar mais elevado.

Pioneiro, milionário, best-seller: foram com estas palavras que a Porsche anunciou, esta sexta-feira, o fim da produção da série 991, a geração mais abrangente do 911 alguma vez produzida.

Com 233.540 unidades produzidas, o Porsche 911 Speedster foi o último espécime saído da linha de montagem de Estugarda.

Aprecie, na nossa fotogaleria, a evolução da série 991, desde o seu lançamento em 2011 até esta sexta-feira ter sido anunciado o seu término.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.