Pesquisa
Actualidade

A seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelos

14:22 - 02-03-2018
  290
A seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelos
A seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelosA seguir às "grid girls", também os salões vão dispensar as modelos

Se há longos anos que é quase uma imagem inseparável dos salões automóveis a ligação de belas mulheres aos novos modelos em exposição, essa era está a terminar. E o salão automóvel de Genebra, que abre portas já na próxima semana, deverá mostrá-lo de forma muito clara, com vários construtores a renunciarem à contratação de modelos femininos para posarem junto dos seus automóveis. Os salões seguem, assim, o caminho dos Grandes Prémios de F1 que, este ano, já não terão as "grid girls" a indicar as posições dos pilotos nas grelhas de partida.

Nestes tempos em que o tema do sexismo está na ordem do dia – há mesmo quem fale na "era do #MeToo" – são muitas as marcas que decidiram já que o "sex-appeal" deixou de ser argumento de vendas, não fazendo sentido juntar mulheres pouco vestidas aos automóveis que pretendem vender. Em vez disso, irão optar por ter especialistas de produto junto dos carros, masculinos ou femininos.

O exemplo mais gritante parte mesmo da Fiat Chrysler Automobiles. As marcas italianas do grupo sempre tiveram os "stands" onde a testosterona corria a velocidades proibitivas, com beldades do outro mundo! Este ano, contudo, a FCA cancelou a maior parte dos contratos que tinha com modelos, evitando críticas especialmente nos Estados Unidos. Não quer dizer que vá deixar de recorrer de todo aos seus serviços, mas terá também muito mais homens nos seus espaços, procurando um equilíbrio politicamente correcto.

Segundo divulgou a "Bloomberg", a Toyota e a Nissan estão entre as marcas que renunciaram à contratação de modelos femininos para a promoção dos seus automóveis, com as explicações de Sara Jenkins, porta-voz da Nissan: "Os tempos mudaram. Faz mais sentido usar especialistas no produto porque, afinal, estamos ali para vender carros".

Um porta-voz da organização do salão de Genebra referiu que os expositores são livres de escolher a forma em que querem promover os seus produtos, mas reconheceu que, este ano, há um número crescente de marcas que se mostram mais sensíveis ao tema do sexismo. Refira-se que este é um movimento que não apareceu agora repentinamente, há já alguns anos que se vem notando uma diminuição gradual e lenta do recurso a modelos femininos para a atracção das câmaras fotográficas ou televisivas. Mas Genebra-2018 poderá marcar uma viragem definitiva, na passagem definitiva dos carros para o primeiro plano.

No meio de todo este ambiente politicamente correcto, nunca nenhum dos decisores teve o cuidado de ouvir… as modelos que desempenham aquelas funções. Em relação aos salões ainda não houve reacções mas, após o anúncio do fim da sua presença nas grelhas de partida das corridas de Fórmula 1, várias modelos lamentaram a decisão, dizendo que não só gostavam do que faziam, como sempre era mais uma fonte de rendimento para quem não ganha as fortunas das "top models" que fazem as capas das revistas…

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.