Pesquisa
Actualidade
30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados
17:21 - 07-01-2020
 
30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados
30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados30% dos Mercedes vendidos em Portugal em 2020 serão electrificados

A Mercedes-Benz Portugal anunciou esta terça-feira na sua conferência de imprensa anual os resultados do ano passado e apresentou os objectivos para este ano, onde prevê que 30% dos automóveis vendidos sejam eléctricos ou híbridos.

Este evento serviu ainda para apresentar o concessionário do futuro, denominado internamente por MAR2020, um conceito que centra todas as atenções no cliente e que procura não só simplificar a experiência de compra de um automóvel como também torná-la mais especial e personalizada.

O primeiro dos concessionários renovados da Mercedes em Portugal é da C.Santos VP e vai abrir portas ao público em Fevereiro, em Alcabideche. Foi o palco escolhido pela marca para a realização deste evento anual e foi lá que Pierre-Emmanuel Chartier, presidente executivo da Mercedes-Benz Cars Portugal, anunciou que serão 21 os concessionários renovados até ao final de 2021, dos mais de 40 que a marca tem no nosso país.

Esta modernização, que tem como foco principal o cliente, que será o protagonista principal desde o momento em que entra no concessionário até ao momento em que recebe o seu automóvel, vai representar um investimento de 40 milhões de euros por parte da rede de concessões da marca.

De acordo com Nuno Mendonça, diretor-geral de Marketing e Vendas da Mercedes-Benz Portugal, os restantes concessionários apenas serão sujeitos a um "upgrade em termos digitais".

Foco no cliente

Nestes novos espaços, marcados por uma imagem sofisticada e "premium", tal como os automóveis da marca germânica, nenhum cliente será deixado só e terá ao seu dispor um "product expert" que o pode acompanhar durante o processo de personalização do seu carro.

Será possível iniciar uma configuração de raíz ou completar um processo que já tenha sido iniciado em cada, através do configurador online da marca, sempre com a ajuda de um especialista em produto da marca, que também estará qualificado para esclarecer questões mais técnicas.

Liderança do segmento Premium

A marca de Estugarda fechou o ano de 2019 com 16.651 automóveis vendidos em Portugal, número que representa o melhor ano de sempre da marca no nosso país e que traduz uma quota de mercado de 7,4% (melhor só mesmo em 2015, com 7,6%). 

Este registo valeu à Mercedes o título de terceira fabricante mais vendida em Portugal em 2019, atrás de Renault e Peugeot. Mas para Pierre-Emmanuel Chartier, chegar ao topo da tabela não é um objectivo: "Não competimos com a Renault nem com outras fabricantes de massa. Queremos ser líderes do segmento premium", reforçou.

Recorde-se que a Mercedes lidera o segmento premium em Portugal há cinco anos consecutivos, depois de em 2013 e 2014 ter fechado o ano no segundo lugar do pódio.

Classe A é chave

Dos 16.651 automóveis que a Mercedes vendeu em Portugal em 2019, 42% são Classe A, valor que se traduz em 7.001 unidades comercializadas e que valeu a este modelo o título de segundo automóvel mais vendido no nosso país no ano que agora acabou, apenas ultrapassado pelo Renault Clio (10.649 unidades).

O sucesso do Classe A ajuda a explicar o rendimento da marca no nosso país, mas houve mais modelos da gama de compactos da marca germânica a "somar pontos". O Classe A Limousine, o Classe B, o CLA e o GLA (geração anterior) representaram 20% das vendas da Mercedes em 2019, com 3.390 unidades matriculadas.

No extremo oposto aparece o Classe S, o AMG GT e o Classe G, que somaram 284 exemplares vendidos no ano passado. Destaque ainda para as "performances" da Mercedes-AMG, que em 2019 vendeu 322 automóveis no nosso país. Recorde-se que em 2012 as vendas da AMG resumiram-se a apenas 66 exemplares…

smart bateu recorde antes de virar eléctrica

A smart bateu todos os recordes em 2019, antes de se despedir em definitivo dos motores a combustão. Em Portugal foram vendidos 4.071 automóveis smart, número que representa uma quota de mercado de 1,82%. Foi o melhor ano de sempre da marca em Portugal e a melhor quota de mercado da fabricante a nível internacional.

Ainda assim, são números que dificilmente serão repetidos, pelo menos nos próximos anos, já que a partir de agora só será possível comprar um smart eléctrico.

Para Bernardo Villa, director de vendas e marketing da smart em Portugal, a "mobilidade eléctrica será impulsionada pelos clientes empresariais", ainda que tenha sido reconhecido por parte de todos os dirigentes presentes que esta aposta na electrificação da smart e na gama EQ da Mercedes se deve a uma convicção própria da Mercedes-Benz Portugal e não está assente em eventuais apoios estatais à compra de automóveis "amigos do ambiente".

Para assinalar esta transição entre a era da smart com motores a combustão e a nova fase com motorizações unicamente eléctricas, a marca da Daimler preparou um facelift aos seus três modelos (fortwo coupé, fortwo cabrio e forfour), que ganharam uma imagem exterior muito mais agressiva, marcada por uma nova grelha dianteira, novos pára-choques e uma nova assinatura luminosa, e por um interior ainda mais requintado.

Os preços para os novos smart eléctricos arrancam nos 22.845 euros para a versão base do novo fortwo coupé.

Quatro postos IONITY a caminho

Durante a conferência de imprensa anual da marca ficámos ainda a saber que vão ser inaugurados quatro postos IONITY em Portugal até 2021, cada um capaz de suportar potências até 350 kW.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.