Pesquisa
Ensaio
Guiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cv
12:48 - 05-02-2017
  5
Guiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cv
Guiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cvGuiámos o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio de 510 cv
O Giulia marca o regresso da marca de Arese aos automóveis de tracção traseira e carácter desportivo, uma forma de rivalizar com os alemães da BMW e da Mercedes. E a cereja em cima do bolo é o super-desportivo Quadrifoglio equipado com um motor 2.9 V6 biturbo de 510 cv, com a mesma potência do Mercedes C63s AMG e mais 79 cv do que BMW M3 (431 cv).

DESIGN.
O Quadrifoglio é um verdadeiro desportivo, mas também um familiar com uma carroçaria de três volumes e quatro portas, com 4,63 metros de comprimento. Mas a Alfa Romeo conseguiu assumir uma imagem desportiva e dinâmica, vincada pelo volume dos pára-choques, a reduzida altura ao solo e as cavas das rodas alargadas para montar pneus enormes à frente (245/35R19 93Y) e ainda mais largos atrás (285/30ZR19 98Y).

As alterações da imagem do Quadrifoglio face aos restantes Giulia podem ser pequenas, mas fazem uma grande diferença e são fundamentais porque esta proposta tem necessidades específicas. É capaz de chegar aos 307 km/h e passar de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos, um valor mais habitual para super-desportivos do quilate dos Porsche e dos Ferrari, o que exigiu grandes cuidados ao nível da aerodinâmica e mecânica.

Por isso foi criado um sistema activo com um lábio inferior retráctil na base do spoiler anterior, que permite aumentar o apoio, e um difusor traseiro específico para permitir escoar o fluxo de ar que passa sob a carroçaria. Destaque ainda para o torque vectorial, um sistema electrónico que funciona como se de um autoblocante se tratasse, distribuindo a potência por cada uma das rodas traseiras para potenciar a tracção e melhorar a estabilidade direccional. Só assim é possível colocar toda a potência no chão e desfrutar do prazer da condução de um grande desportivo escondido sob a carroçaria de um familiar.

AO VOLANTE.
A posição de condução é excelente e os bancos garantem todo o apoio lateral necessário a quem gosta de andar depressa. Só é pena que as regulações dos assentos sejam todas manuais.

A direcção é menos "pesada" do que a do BMW M3, mas é tão directa como convém e não retira qualquer sensibilidade ao condutor, apesar de ser algo mais assistida, exigindo menos "músculo". O modelo que ensaiámos estava equipado com a caixa automática de oito velocidades (+2.066 €), muito rápida em aceleração ou nas reduções. As patilhas de grandes dimensões são mais fáceis de utilizar, sobretudo em curva, do que os comandos do mesmo tipo disponíveis no concorrentes alemães.

Como em qualquer dos Giulia com caixa automática, é possível optar por vários modos de condução: "Dinamic", "Natura" e "Advance Efficiency", que no Quadrifoglio são complementados pelo modo "Race". Com a opção "Dinamic", as ajudas electrónicas à condução evitam as arritmias cardíacas e o Quadrifoglio dificilmente perde a compostura, mesmo com acelerações bruscas e antes de tempo à saída de uma curva, mas tudo muda de figura com o modo "Race", que faz com que se passe da condução à pilotagem. O condutor fica entregue a si próprio, e saber dosear o acelerador com um motor cheio de potência e rápido a disponibiliza-la é fundamental num modelo que convida a grandes escorregadelas da traseira em aceleração à saída das curvas. Nestas condições, é tão importante gerir a direcção como o acelerador.

O Quadrifoglio é mais fácil e intuitivo do que o BMW M3 e um pouco mais ágil na inserção em curva do que o Mercedes C63s AMG, mas só com os três modelos em presença seria possível verificar qual é o mais rápido. E isso talvez até nem seja o mais importante, porque não temos dúvidas em afirmar que estes três desportivos fazem parte de uma classe à parte e cada um terá adeptos e detractores.

FICHA TÉCNICA


MOTOR: V6 biturbo
CILINDRADA: 2 891 cc
POTÊNCIA MÁXIMA: 510 cv/6 500 rpm
BINÁRIO MÁXIMO: 600 Nm/2 500-5 000 rpm
RELAÇÃO PESO/POTÊNCIA: 3,24 kg/cv
VELOCIDADE MÁXIMA: 307 Km/h
0 a 100 Km/h: 3,9 s
CONSUMO MÉDIO: 8,5 litros/100 km
EMISSÕES CO2: 198 g/km
PREÇO: 100.000 €
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.