Pesquisa
Ensaio
DS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesa
14:16 - 24-08-2019
 
DS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesa
DS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesaDS3 Crossback 1.2 PureTech: luxo e requinte à francesa

A DS Automobiles deu início, em Julho, à comercialização da gama electrificada E-TENSE em Portugal, decisão que faz parte da ofensiva de electrificação do Grupo PSA para os próximos anos. Um dos modelos que se estreia é a versão eléctrica do DS3 Crossback, que a marca gaulesa apresenta como o "primeiro SUV Premium totalmente eléctrico do segmento B disponível no mercado português".

Não temos dúvidas de que será uma motorização importante para este modelo, mas existem outras. Tivemos oportunidade de testar uma versão equipada com o motor 1.2 PureTech de 130 cv e ficámos impressionados com este pequeno bloco a gasolina.

Mas vamos por partes, primeiro importa falar da imagem do DS3 Crossback, um dos seus maiores pontos a favor. A DS quer ser diferente e isso fica visível na imagem dos seus automóveis.

Segmento B… mas "premium"

O DS3 Crossback é irreverente e vanguardista, mas mais importante do que tudo, é um carro com carácter. Isto é ainda mais verdade nas versões equipadas com a linha de estilo "Performance Line", como era o caso da versão que ensaiámos. Este nível de equipamento acrescenta jantes de 17 polegadas com um desenho exclusivo, viários apontamentos mais desportivos e insígnias especiais que assinalam a identidade desta versão.

Detalhes como os puxadores embutidos, os grupos ópticos "rasgados", o pilar B estilizado ou a enorme grelha dianteira acrescentam requinte a este pequeno SUV, mas é no interior que nos apercebemos que a DS não deixa nada ao acaso e está focada em criar automóveis diferentes.

A primeira coisa em que reparamos é nos detalhes geométricos da consola central e no enorme ecrã de 10 polegadas. Os botões que controlam o sistema de climatizarão ou o sistema multimédia também estão inseridos numa moldura com o formato de um diamante, o que ajuda a criar uma ligação visual com o que nos é mostrado no "display" central. O "look" futurista só fica completo com o painel de instrumentos digital que está à frente do condutor.

Depois destas primeiras impressões, é impossível não notar a qualidade de todos os revestimentos do habitáculo. Existem plásticos duros, como é normal nos automóveis deste segmento, mas estão em zonas onde mal os vemos, tais como a zona inferior da consola. Mas tudo o que está à vista se destaca pelos bons padrões de revestimentos, nomeadamente a Alcantara que encontramos nos painéis das portas, no tablier e nos bancos.

Contas feitas, este interior merece aplausos, sobretudo porque convém recordar que estamos perante uma proposta do segmento B, ainda que este seja um modelo "premium".

O ponto menos positivo do habitáculo é mesmo o espaço disponível nos bancos traseiros. É certo que servem para acomodar de forma confortável dois adultos de estatura média, mas em viagens mais longas pode tornar-se algo desconfortável. O acesso aos bancos traseiros também podia ser melhorado.

Como se comporta em estrada?

O motor 1.2 PureTech de 3 cilindros turbo que equipa esta versão - e que já está presente em vários modelos do grupo francês - é a solução ideal para combinar com as características e capacidades deste SUV citadino. Na versão que conduzimos este bloco surge associado a uma caixa automática de oito velocidades que permite tirar todo o proveito desta motorização.

A DS reivindica consumos médios de 6,2 litros por cada 100 quilómetros percorridos, mas não conseguimos ficar abaixo dos 6,7 l/100 km. Não é um valor que nos assuste, até porque andámos na maior parte do tempo com o modo "Sport" activado. Nesta configuração, e fazendo uso das patilhas de mudança no volante, o DS3 Crossback ganha um toque de desportividade e isso nota-se na direcção, na resposta do acelerador e até nas passagens de caixa, que ficam mais rápidas.

O chassis também merece elogios e conta com uma afinação muito equilibrada. Não espere qe este seja um automóvel dinâmico e muito divertido de conduzir, até porque a carroçaria se inclina bastante em curva. Mas é um automóvel requintado e exclusivo e isso tem um impacto muito positivo no que sentimos quando o conduzimos.

Para quem estiver mais preocupado com os consumos, saiba que pode activar o modo "Eco" e adoptar uma condução mais poupada, já que neste modo a reposta do motor é suavizada e permite consumos mais baixos.

Vale a pena?

Uma vez que se trata de uma proposta "premium", está longe de ser barata. O preço para o 1.2 PureTech de 130 cv começa nos 33.749 euros, mas a versão que conduzimos, bastante equipada, estava fixada nos 38.540 euros.

Não, não é barato, mas é este o preço a pagar por uma proposta exclusiva e requintada. Este é um modelo que dá nas vistas por onde quer que passa e que o faz sentir especial quando o conduz, e isso, paga-se.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram? 

Ficha Técnica

Motor: 1.2 PureTech de 3 cilindros turbo
Cilindrada: 1199 cc
Potência Máxima: 130 cv (às 5550 rpm)
Binário Máximo: 230 Nm (às 1750 rpm)
Velocidade Máxima: 200 km/h
0-100 km/h: 9,2 s
Consumo Médio: 6,2 l/100 km
Emissões CO2: 142 gr/km

Preço desde: 33.749 euros

Preço versão ensaiada: 38.540 euros

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Mário Nunes   19:45 - 25-08-2019
VOTAR
+ de 30.000 € por um 3 cilindros 1.2
Um gajo tem de estar bêbado para derreter o dinheiro nisto.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.