Pesquisa
Ensaio

Alfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cv

14:53 - 28-06-2016
  27
Alfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cv
Alfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cvAlfa Romeo Giulia 2.2 Diesel 180 cv
O novo Giulia procura recolocar a Alfa Romeo no universo dos automóveis desportivos familiares onde pontuam marcas como a BMW. A imagem assume a elegância sóbria dos italianos numa carroçaria de três volumes com 4,63 metros de comprimento e uma volumetria próxima do BMW Serie 3 (4,63 m) e do Mercedes Classe C (4,69 m), embora seja mais pequeno do que o novo Audi A4 (4,73 m).

A habitabilidade
é definida pela distância entre-eixos, e no familiar italiano (2 820 mm) esta medida é semelhante à do Audi A4, ligeiramente superior à do BMW Serie 3 e menor do que a do Mercedes Classe C (2 840 mm). O Giulia oferece um espaço interessante para os ocupantes dos bancos traseiros ao nível dos joelhos, mas a largura oferecida para os ombros e a altura estão niveladas com as propostas dos principais concorrentes. O mesmo acontece com o volume da bagageira (480 litros) onde nenhum destes modelos se consegue destacar.

Na consola central do Giulia surge um ecrã de 8,8 polegadas que serve de interface para o sistema multimédia "Connect 3D Nav", desenvolvido pela Magnetti Marelli. Inclui a navegação, permite fazer downloads da net e é compatível com os sistema Apple e Android.

O motor 2.2 de 180 é a proposta mais potente para quem não abdica dos motores diesel. Está acoplado a uma caixa manual de seis velocidades, apesar de também poder contar com uma opção automática de oito velocidades (+ 2 300 €). Não é a proposta mais económica porque só está disponível com os níveis de equipamento superiores e tem um preço desde os 44 440 euros, mas garante o carácter desportivo que faz parte do ADN da marca de Arese, fazendo a diferença face à versão de 150 cv (desde 42 900 €).

Ao volante, o Giulia demonstra um carácter muito dinâmico apesar do motor transmitir a potência de uma forma linear. A direcção é rápida, directa e muito mais incisiva do que é habitual no automóvel que começa por ser um familiar. A suspensão procura garantir um compromisso entre o conforto e o comportamento dinâmico e o resultado acaba por ser interessante. Garante uma boa estabilidade direccional, sem rolamento nas curvas mais fechadas abordadas com optimismo sem condicionar a qualidade de vida a bordo. É certo que em zonas de mau piso este Giulia é um pouco seco, mas a culpa tem nome: os pneus de 18 polegadas.

Já não gostámos tanto da insonorização. A Alfa Romeo deveria ter ido mais além a este nível…

FICHA TÉCNICA

Motor 4 cilindros TD
Cilindrada 2 143 cc
Potência máxima 180 cv/3 750 rpm
Binário máximo 380 Nm/1 500 rpm
Velocidade máxima 230 km/h
0 a 100 km/h 7,2 s
Consumo médio 4,2 litros/100 km
Emissões de CO2 109 g/km
Preço desde 44 400 € 

+ IMAGEM. Assume um estilo italiano que faz a diferença face às propostas dos concorrentes directos.
- INSONORIZAÇÃO. A Alfa Romeo devia ter ido mais além. O 2.2 diesel é demasiado barulhento.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.