Pesquisa
Ensaio
A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!
11:03 - 29-10-2017
  130
A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!
A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!A "voar" ao volante do Kia Stinger V6 GT!

Há muito que andamos a chamar a atenção para a rápida evolução que os construtores sul-coreanos têm vindo a fazer, não propiamente na qualidade dos seus produtos – há muito que estão entre os melhores –, mas na sua "ocidentalização" para os adaptarem aos gostos dos europeus, depois de terem conquistado enorme notoriedade nos "States".

A Kia mostra uma ambição enorme e o lançamento do Stinger prova-o, ao assumir o BMW Série 4 Gran Coupé como o rival… a abater! E mostrando que não está a brincar nem a lançar apenas "soundbites", tratou de desenvolver uma versão de altíssimas prestações, desenvolvida no circuito do Nürburgring, sob a direcção de Albert Biermann que foi buscar… à divisão M da BMW! O resultado foi uma força da natureza bem domesticada que dá pelo nome Kia Stinger V6 GT.

DESIGN. É o Kia Stinger um carro bonito? Eis uma pergunta de resposta difícil, pois as suas linhas têm tão forte personalidade que facilmente dividirão opiniões. Aquilo de que nos apercebemos ao longo desta experiência, para mais com a vistosa versão V6 GT, com as jantes de 19 polegadas e as pinças vermelhas dos travões Brembo, é que não deixa ninguém indiferente, num permanente virar de cabeças quando o carro passa!

A longa carroçaria e o perfil "coupé" dão-lhe um ar elegante logo "desmentido" pela frente com várias entradas de ar – efectivamente úteis do ponto de vista aerodinâmico – a originarem um "look" agressivo e mostrar exactamente ao que vem este Stinger GT! A cor escolhida, um cinzento a que a marca chama Panthera Metal mas que quase parece uma cor sólida, dava uma contribuição surpreendente para o chamariz em que esta unidade se tornou, dando-lhe quase um ar… furtivo. É o rei da beleza? Sinceramente não sabemos dizer, mas que tem um brutal potencial de atracção pela força que emana, disso não há dúvida.

HABITÁCULO. Curiosamente, tirando os bancos dianteiros com mais apoio que o habitual, o habitáculo do Kia Stinger é muito semelhante ao de uma berlina de corpulência semelhante. Bem construído, com bons materiais e comandos bem situados – talvez demasiado botões, mas deverá ser uma questão de hábito… – consegue-se facilmente uma boa posição de condução que nos permita sentir em controlo de tão impressionante "besta de força". O espaço é desafogado (muito mais que no BMW Série 4) e a bagageira de 406 litos suficiente para uma berlina-coupé.

O habitáculo está repleto de tecnologia (além dos muitos dispositivos de auxílio à condução), seja de conectividade que permite espelhar os "smartphones" no ecrã central – recarregáveis na consola, por indução –, seja de conforto, em que se incluem todos os bancos aquecidos (ventilados os da frente) e o volante aquecido. E uma aparelhagem sonora topo de gama… mal empregada porque deve estar grande parte do tempo desligada, tal a música que vem da frente do carro!

MOTOR. Este é claramente um motor feito a pensar no mercado norte-americano mas… pobres de nós europeus que pouco conhecemos do prazer que um belíssimo propulsor com os cilindros em V pode proporcionar. Começando pela melodia que sai do longo "capot" do Stinger, passando pela resposta pronta por ter o binário máximo disponível logo às 1300 rpm – raro num motor turbo a gasolina! – e até às 4600 rpm e acabando no poderio que parece inesgotável até atingir o "red line", nas 6500 rpm.

O recurso aos dois turbos (um que funciona logo nos regimes mais baixos, o outro que agiganta a potência nas rotações mais elevadas) explica tão alargado "patamar" de utilização. O resultado final regista 370 cv e 510 Nm, com um som excitante e uma resposta moldável no Drive Mode Select, com cinco modos distintos: Smart (o Stinger vai-se adaptando ao estilo de condução), Eco, Confort, Sport e Sport Plus que desliga alguns dos controlos electrónicos para mãos mais experientes. O Drive Mode Select adapta também o funcionamento da caixa, suspensão, direcção, distribuição do binário pelos eixos e até o som do motor.

Mas, para falar verdade, o poderio a que aludíamos atrás até se esgota depressa… Mas a culpa é da velocidade a que as rotações sobem por causa do escalonamento curto e da rapidez da troca das mudanças da renovada caixa automática de 8 velocidades que se torna ainda mais entusiasmante quando comandada manualmente nas patilhas no volante. Um mimo!

AO VOLANTE. O ronco do V6 é qualquer coisa de viciante e temos de nos controlar para não sairmos a fundo… do lugar de estacionamento! O "jogo" entre o acelerador e a caixa, mais a direcção com o peso certo e a sensação que a rigidez do chassis nos transmite quase nos faz esquecer de que estamos ao volante de um familiar de 4,83 m de comprimento.

A elevada distância entre eixos (2,905 m), as largas vias e as rodas de grandes dimensões também conferem a este Kia Stinger GT uma boa estabilidade direccional, auxiliada pela aerodinâmica bem cuidada que inclui um fundo carenado e extractores por trás das rodas dianteiras. No modo Comfort (o assumido quando se liga o carro), o amortecimento até é bastante razoável para um veículo com chassis de afinações eminentemente desportivas, logo mais duras. O nível de conforto é bastante elevado, até para os passageiros do banco traseiro. Também a funcionalidade é bastante boa, pelo vasto acesso à bagageira (portão traseiro de funcionamento eléctrico) e a possibilidade de rebater os bancos na proporção 60:40.

É, contudo, nos ritmos mais vivos que o magnífico trabalho de afinação feito no chassis vem ao de cima. Chega a impressionar a forma como o carro se insere nas curvas mais longas e por lá fica, agarrado que nem uma lapa, mesmo continuando a acelerar e ele a ganhar velocidade, até dar um sinal de estar a chegar aos limites quando começa a querer alargar a trajectória. Mas aí já se está a curvar muito depressa e o sinal é dado com antecedência suficiente para se levantar ligeiramente o pé e o Stinger recuperar a compostura. Uma bela surpresa, com uma agilidade mais própria de carros mais compactos do que de tão grande berlina!

Torna-se óbvio que este carro foi pensado para o mercado americano quando começamos a olhar para os consumos… Numa condução rápida mas sem exageros, é difícil baixar dos 14 l/100 km, em "modo diversão" facilmente se chega aos 19-20 l/100 km! Se não há almoços grátis, muito menos momentos divertidos ao volante de um carro muito competente, com um desafiante motor V6 de 370 cv na frente. Desta experiência fica confirmado o aviso: quando a Kia aponta o BMW Série 4 Gran Coupé como o grande rival do Stinger GT, está a falar muito a sério e com enorme e justificada confiança!

FICHA TÉCNICA

Motor                                        6 cilindros em V, biturbo

Cilindrada (cc)                           3.342

Potência máxima (cv/rpm)          370/6.000

Binário máximo (Nm/rpm)          510/1.300-4.600

Velocidade máxima (km/h)         270

0 a 100 km/h (s)                        4,9

Consumo médio (l/100 km)         10,6

Emissões CO2 (g/km)                 244

Preço (€)                                   78.900

Preço da unidade ensaiada (€)     80.340

+ PRAZER. Uma bela estrada bem asfaltada, cheia de curvas e sem trânsito… É tudo o que este Stinger pede para proporcionar momentos de enorme diversão, entre recuperações de velocidade com banda sonora de primeira, passagens de caixa instantâneas e saídas de curva em que mais parece enrugar o asfalto. Belíssimo!

- PREÇO. É o problema deste Stinger GT, sem que se possam considerar exagerados os 78.900 € que a Kia pede face à potência, dinamismo, tecnologia, espaço e equipamento que oferece. Então porque é um problema?! Porque já o coloca  em pleno território das marcas "premium" alemãs e, apesar da qualidade deste carro, ainda é difícil ultrapassar preconceitos e imagens de marca…

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.