Pesquisa
Desporto
Williams a 378 km/h em Baku
12:14 - 20-06-2016
  9
Williams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em Baku
Williams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em BakuWilliams a 378 km/h em Baku
A Williams pode não ter lutado pelos lugares da frente no estranho Grande prémio que se disputou na capital do Azerbaijão e a que se chamou… da Europa. Pode até ter sido uma das desilusões, andando longe dos Mercedes e nem conseguindo acompanhar o melhor dos Force India que também tinha motores alemães, iguais aos seus. Mas estabeleceu dois recordes na Fórmula 1 verdadeiramente impressionantes!

Aproveitando a longuíssima zona feita a fundo, no final da volta à pista citadina de Baku, 2,2 km feitos de "pé cravado", o Williams de Valtteri Bottas atingiu, segundo os dados da telemetria da equipa, os 378 km/h! É verdade que, segundo os dados da cronometragem oficial, o carro do finlandês passou na linha de meta "apenas" a 366,1 km/h, mas a travagem para a primeira curva ficava ainda um pouco mais à frente, pelo que terá ganho mais alguma velocidade, mesmo se a diferença de valores parece algo exagerada.

A equipa garante, contudo, que os 378 km/h são dados confirmados pela sua telemetria que costumam ser igualmente rigorosos. Ora, acreditando na "bondade" do valor revelado – e aqui pesa a credibilidade de uma equipa com o peso, a tradição e o inegável desportivismo da Williams –, trata-se do novo recorde de velocidade alguma vez atingido por um Fórmula 1 num circuito fechado. O anterior máximo pertencia igualmente a um Williams, no caso um BMW Williams F1, guiado pelo brasileiro Antonio Pizzonia que, no G.P. de Itália, em Monza, atingiu os 369,9 km/h!

Mas a Williams também consegue recordes mirabolantes com o carro… parado! No decorrer da prova de Baku, fez aquele que terá sido o primeiro "pit stop" (troca das quatro rodas) em menos de dois segundos, mais concretamente em 1,92 s numa das duas paragens de Felipe Massa. Este ano a Williams tem estado imbatível nas paragens nas "boxes", sendo já a oitava vez em oito corridas que é a equipa mais rápida.

Não se pense, contudo, que foi um acaso… Porque a Williams ficou também com o 2.º melhor tempo (Bottas, em 2,09 s) e o 4.º (de novo Massa, 2,18 s), apenas deixando intrometer-se a Red Bull com a 3.ª melhor paragem para mudar os pneus a Ricciardo, em 2,12 s. Este é, obviamente, apenas o tempo em que o carro está parado. E pensar que ainda há um ano uma paragem na casa dos 2,3 a 2,5 s era considerada muito boa!...





Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.