Pesquisa
Desporto
Os F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGP
13:56 - 08-08-2016
  4
Os F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGPOs F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGPOs F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGPOs F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGPOs F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGPOs F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGP
Os F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGPOs F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGPOs F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGPOs F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGPOs F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGPOs F1 são mais rápidos e travam mais do que as MotoGP
A Brembo, um dos mais reputados produtores de travões para a competição (e não só), realizou um estudo interessante, comparando a capacidade de travagem de um Fórmula 1 com uma MotoGP.

O ponto de partida foi o circuito de Spielberg, onde se disputou o último GP da Áustria de F1 e o local escolhido pela Ducati para testes de preparação para a corrida de MotoGP, que se disputa a 14 de Agosto. Os pilotos em análise foram Lewis Hamilton (Mercedes), o autor da pole-position no Red Bull Ring, e Andrea Iannone, o mais rápido dos pilotos da Ducati durante os testes.

É certo que um F1 e uma MotoGP não têm nada em comum. Basta olhar para os 710 kg de peso máximo de um F1 (piloto incluído) que utiliza um motor 1.6 turbo híbrido, e uma MotoGP com 157 kg de peso (piloto excluído) equipada com um motor de 1 000 cc. Como estamos a falar em travagem, para além das naturais diferenças de regulamentos técnicos, diga-se que os monolugares utilizam discos com 278 mm de diâmetros e as motos têm discos com 340 mm.

Andrea Iannone aos "comandos" da Ducati

Nas qualificações para o GP da Áustria de 2016, Lewis Hamilton cumpriu uma volta em 1m 07,922s mas Andrea Iannone não conseguiu baixar de 1m 23,240s nos testes que ali realizou. A diferença é superior a 15 segundos e, segundo os engenheiros da Brembo, a Ducatti perde basicamente no tempo de travagem e na velocidade em curva, o que tem tudo a ver com a maior aderência dos pneus e o grande apoio aerodinâmico disponível num F1.

Esta é uma mera curiosidade, mas os números são interessantes:

Tempo de travagem na Curva 1: F1 1,3 s - MotoGp 4,0 s
Tempo de travagem na Curva 3: F1 1,5 s - MotoGP 5,0 s
Tempo de travagem na Curva 8: F1 0,9 s - MotoGP 3,5 s

Velocidade de ingresso na Curva 1: F1 113 km/h - MotoGP 97 km/h
Velocidade de ingresso na Curva 5: F1 156 km/h - MotoGP 121 km/h
Velocidade de ingresso na Curva 8: F1 179 km/h - MotoGP 134 km/h

Distância de travagem na Curva 1: F1 116 m - MotoGP 210 m
Distância de travagem na Curva 2: F1 146 m - MotoGP 250 m
Distância de travagem na Curva 1: F1 77 m - MotoGP 144 m
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.