Pesquisa
Desporto

GP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLaren

18:17 - 12-09-2021
 
GP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLaren
GP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLarenGP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLaren
GP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLaren

Daniel Ricciardo deu este domingo o primeiro triunfo à McLaren, desde o Grande Prémio do Brasil de 2012, ao vencer o atribulado GP Itália.

GP Itália: Verstappen e Hamilton anulam-se e Ricciardo dá vitória à McLaren

O australiano aproveitou da melhor forma as quezílias em pista entre Max Verstappen, da Red Bull, Lewis Hamilton, da Mercedes, para ganhar a 14.ª prova do Mundial de Fórmula 1. 

Verstappen e Hamilton tentavam garantir a quinta posição, na luta pelo título de campeão, quando chocaram na curva 2 da 26.ª volta da corrida. 

O britânico seguia a trajetória interior quando o holandês tentou ganhar a posição por fora; o acidente foi inevitável, com o Red Bull a ficar "encavalitado" sobre o Mercedes.

O holandês, que tentou ultrapassar Hamilton quando reentrava em pista vindo das boxes, ficou a queixar-se de ter sido "apertado" pelo campeão mundial, que referiu não saber como aconteceu o incidente.

Já na primeira volta tinha havido uma "troca de tinta" entre os dois primeiros classificados do campeonato, mas aí foi Hamilton a queixar-se de ter sido encostado por Verstappen.

O acidente foi o culminar de uma sucessão de erros e azares dos dois pilotos e das suas equipas.

Logo no arranque, Daniel Ricciardo foi mais rápido do que Verstappen (partiu da 'pole position') a chegar à primeira curva, enquanto o piloto da Red Bull teve de defender-se dos ataques de Hamilton.

Ricciardo foi o primeiro dos pilotos da frente a parar, deixando o comando entregue ao holandês, que parou logo a seguir.

Mas um problema na troca de pneus fez Verstappen perder dez segundos nas boxes, o que permitiu a Hamilton uma janela de oportunidade para passar o grande rival na luta pelo título.

Só que o britânico também teve um problema nas boxes, quando parou para trocar de pneus, perdendo mais de quatro segundos.

A sucessão de acontecimentos deixou os dois pilotos lado a lado na primeira chicane, depois de Hamilton ter reentrado em pista, levando ao choque que os atirou para fora da corrida.

Entretanto, Ricciardo tomou a liderança da prova sem nunca mais a abandonar, deixando o companheiro de equipa, o britânico Lando Norris, na segunda posição, a 1,747 segundos, numa "dobradinha" da McLaren. 

O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, ficou na terceira posição, a 4,921 segundos, aproveitando a penalização de cinco segundos dada ao mexicano Sergio Perez, da Red Bull. 

O piloto australiano conseguiu ainda a volta mais rápida ao circuito de Monza, com o tempo de 1:24:812, juntando mais um ponto aos 25 que somou pela conquista do GP de Itália.

O feito de Ricciardo é ainda mais surpreendente pois esta foi também a primeira "dobradinha" da temporada. 

Para a McLaren, foi a primeira vez que isso aconteceu desde o Grande Prémio do Canadá de 2010, enquanto Daniel Ricciardo não vencia uma corrida desde o Grande Prémio do Mónaco de 2018, então com a Red Bull.

"Mesmo saindo na frente, não era garantido de que iríamos liderar toda a corrida", destacou o volante austrialiano.

"Houve safety car, isto e aquilo, nenhum de nós esperava. Na sexta-feira, alguma coisa me dizia que algo de bom estaria para acontecer. Não só vencer, mas fazer uma 'dobradinha' é insano".

Max Verstappen continua a liderar o campeonato, com 226,5 pontos, mais cinco do que os somados por Lewis Hamilton. 

Valtteri Bottas mantém o terceiro lugar, com 141 pontos, seguido de Lando Norris, com 132, e Sergio Perez, com 118 pontos. 

O "circo" da Fórmula 1 segue daqui a 15 dias para o circuito de Sochi, onde irá disputar-se o Grande Prémio da Rússia no fim-de-semana de 24 a 26 de Setembro. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.