Pesquisa
Desporto
F1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assim
17:12 - 22-08-2019
 
F1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assimF1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assimF1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assimF1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assimF1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assim
F1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assimF1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assimF1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assimF1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assimF1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assim
F1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assim

A Fórmula 1 divulgou esta quinta-feira as primeiras imagens do monolugar que será usado em 2021, já com base nas mudanças de regulamento.

Um modelo à escala de 50% foi testado em segredo no túnel de vento da Sauber, na Suíça, já com as novas jantes de 18 polegadas, para que o potencial aerodinâmico fosse medido, bem como o fluxo de ar gerado.

F1: Carro da Fórmula 1 para 2021 vai ser assim

Estes testes aerodinâmicos decorreram depois de um período de testes computacionais. De acordo com o engenheiro Nicolas Tombazis, os testes em computador permitiram descobrir que a pressão aerodinâmica sofrida por um carro quando persegue outro é consideravelmente inferior à dos monolugares actuais (redução de 45% para 5 a 10%) e os testes realizados no túnel de vento vieram confirmar esses dados. "O teste computacional estava certo. Não tivemos surpresas", disse Tombazis.

Mais ultrapassagens

Estas alterações têm como principal objectivo aumentar e melhorar as ultrapassagens, permitindo que os carros fiquem mais próximos sem que haja perda de pressão aerodinâmica e que não tenham que recorrer a asas móveis.

Pat Symonds, director técnico da Fórmula 1, mostrou-se muito satisfeito com os resultados e com o trabalho realizado até agora: "Os resultados vão além do que eu imaginava alcançar quando nós começámos o projecto". "Com a configuração que temos neste momento, os resultados são excepcionais", disse.

Asas serão muito diferentes

As asas dianteiras actuais contam com cinco elementos mas vão passar a contar com apenas três e a ser acopladas directamente ao "bico" do monolugar. As laterais vão passar a contar com deflectores para controlar o arrasto dos pneus e a asa traseira foi totalmente redesenhada para reduzir o "drag".

"O ponto fundamental de tudo isso é que estamos a tentar reduzir as perdas na aproximação que os carros actuais sofrem hoje quando seguem atrás de um adversário", afirmou Symonds, antes de dizer que "a simplificação da aerodinâmica do carro que segue à frente também ajuda no desempenho" do carro que segue atrás.

Equipas estão a par das evoluções

As equipas estiveram envolvidas na definição das novas regras da Fórmula 1 para 2021 e Symonds elogiou o seu comportamento: "As equipas têm sido muito boas". "As equipas que tiveram recursos para participar têm trabalhado em vários projectos connosco. Estão todos totalmente informados de como tudo está a correr", acrescentou.

"Nós temos reuniões a cada alguns meses. Nós mostramos os nossos cálculos e eles levam dados para testar nos próprios modelos computacionais. Depois disso dão-nos retorno com a própria avaliação", atirou.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram? 

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.