Pesquisa
Preços automóveis novos
  • Volvo deixa o diesel
    foto 1 de 6
    Fotos
    Volvo deixa o diesel
    15:42 - 17-05-2017
    20
  • Volvo deixa o diesel
    foto 2 de 6
    Fotos
    Volvo deixa o diesel
    15:42 - 17-05-2017
    20
  • Volvo deixa o diesel
    foto 3 de 6
    Fotos
    Volvo deixa o diesel
    15:42 - 17-05-2017
    20
  • Volvo deixa o diesel
    foto 4 de 6
    Fotos
    Volvo deixa o diesel
    15:42 - 17-05-2017
    20
  • Volvo deixa o diesel
    foto 5 de 6
    Fotos
    Volvo deixa o diesel
    15:42 - 17-05-2017
    20
  • Volvo deixa o diesel
    foto 6 de 6
    Fotos
    Volvo deixa o diesel
    15:42 - 17-05-2017
    20

A mais recente geração de motores diesel da Volvo poderá ser mesmo a última. Devido aos elevados custos da redução de emissões de dióxido de carbono a marca sueca vai focar-se exclusivamente nos eléctricos.

"Segundo a perspectiva actual, não vamos desenvolver mais nenhuma geração de motores diesel", disse o CEO da Volvo Cars, Hakan Samuelsson. Embora a empresa ainda esteja a estudar hipóteses de baixar as emissões, o futuro passa mesmo pela electrificação. Os motores introduzidos em 2013 deverão continuar a ser usados nos próximos anos, sendo que a sua produção deverá terminar em 2023.

Até 2020, Hakan diz que os diesel serão necessários para assegurar os limites impostos pela União Europeia, mas que com os custos para manter a sua utilização o investimento não seria rentável. A Volvo vai investir em veículos eléctricos, com o primeiro carro 100% eléctrico a ser lançado em 2019.

"Temos de reconhecer que a Tesla conseguiu oferecer o carro que as pessoas pedem. Nesta área também haverá espaço para nós, com máxima qualidade e design atractivo", acrescentou Hakan.

As médias de emissões poluentes dentro da União Europeia serão obrigadas a cair de 130 gramas por quilómetro para 95 gramas em 2021, forçando as fabricantes automóveis a investir em nova tecnologia ou alternativas.

Os carros a diesel atingem os 50% de todos os novos registos na Europa, que é o maior mercado para este género. A Volvo vende, por exemplo, 90% dos seus XC90 a diesel no continente europeu. 

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
PUB
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres