Pesquisa
Preços automóveis novos
Fique a saber tudo sobre o Audi Q8!
É o mais imponente Audi de sempre, para já ainda só como protótipo mas antecipando um novo elemento da família "Q" – letra que, na marca de Ingolstadt, designa os SUV –, a lançar no próximo ano: o Q8 Concept impressiona não só pelo "arcaboiço", mas também pela agressividade das suas linhas e deixa grandes promessas de sucesso para a versão de produção. Que, como aqui mostrámos, até já está na fase de testes dinâmicos.

Fique a saber tudo sobre o Audi Q8!


Confirmou-se tudo o que, então, avançámos relativamente à nova linha que a Audi quer implementar na dianteira dos seus grandes SUV, nomeadamente a grelha "space frame" em formato octogonal (e não hexagonal como nos restantes modelos) e as enormes entradas de ar. Isto porque pode tirar partido das ópticas dianteiras muito finas por recorrerem às tecnologias LED para as luzes diurnas e Matrix laser para os médios e máximos, uma técnica que consegue projectar até um milhão de pixéis para a estrada!

A lateral do Q8 Concept é muito marcada pelas gigantescas jantes de 23 polegadas, enquanto as cavas das rodas bem marcadas, bem como a linha descendente do tejadilho que vai ao encontro da linha de cintura bem vincada se conjugam para lhe transmitir uma imagem mais dinâmica que o mais familiar Q7. Elemento de "show" típico dos protótipos e que acaba por ser esquecido na versão de produção, temos as portas (sem moldura dos vidros) que não têm puxadores, abrindo-se por sensores que detectam a proximidade da mão ou de um dedo.

Na traseira, além do vidro bastante inclinado como… num "coupé", destaque para as ópticas em LED que atravessam todo o carro. A sua montagem sobre um painel negro, a ligar os pilares C é uma homenagem ao célebre Audi Quattro que iniciou uma nova era no Mundial de Ralis.

Em termos de tamanho, o Q8 Concept é ligeiramente mais comprido e largo que um Range Rover (5,02 m de comprimento, 2,04 m de largura), mas é claramente mais baixo (1,7 m). A distância entre eixos é de três metros exactos, o que deixa antever um habitáculo extremamente espaçoso na versão de produção. Neste caso, esse "assunto" nem se coloca, pois no interior deste Q8 Concept estão instaladas apenas quatro volumosas poltronas, enquanto o carro de série terá lotação para cinco passageiros. A mala tem 630 litros o que já são mais 80 que num Range Rover!

O Q8 Concept foi desvendado em Detroit como um híbrido "plug-in", ou seja, recarregável numa tomada eléctrica e podendo rodar em modo puramente eléctrico durante 60 km. Associado ao conhecido motor 3.0 TFSI de 333 cv está um motor eléctrico de 100 kW, integrado na caixa automática de oito velocidades. O conjunto debita um total de 450 cv e 700 Nm que permite ao Q8, apesar das suas dimensões, atingir os 100 km/h em apenas 5,4 s, numa aceleração ultra eficaz, já que a tracção é feita às quatro rodas.

A bateria de iões de lítio, alojada na parte de trás do carro, tem 17,9 kWh de capacidade e pode ser recarregada em duas horas e meia. A Audi anuncia que, com o depósito cheio e a bateria carregada, a autonomia do Q8 pode atingir os mil quilómetros, de acordo com um consumo médio anunciado de 2,3 l/100 km. Isto, obviamente, desde que faça os primeiros 60 km em modo eléctrico, sem gastar gasolina…

Na apresentação do Q8 Concept, a Audi conseguiu surpreender com as novidades incluídas no seu interior. Já se sabia que iria ter uma versão mais avançada do Audi Virtual Cockpit que, mantendo o ecrã de 12,3 polegadas, tem melhor resolução e novos grafismos.

Mas a grande evolução é a… "tomada de assalto" de todo o "tablier" por ecrãs! Além do tradicional ao centro e do dos instrumentos, neste "concept" até a climatização, a iluminação e o sistema MMI que nos Audi serve para controlar inúmeras funções são operados através de ecrãs tácteis. Tecnologia só para protótipo mostrar ou algumas destas novidades poderá aparecer na próxima geração da berlina maior da Audi, o A8, a ser lançada ainda este ano?...

A reacção que o Q8 Concept teve em Detroit terá, certamente, encorajado a Audi a acelerar o desenvolvimento deste seu SUV-quase-coupé. Que se espera que chegue ao mercado em 2018, devendo ser produzido na fábrica de Bratislava (Eslováquia), ao lado do "irmão" Q7 e, diz-se, das futuras gerações dos VW Touareg e Porsche Cayenne.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
PUB
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres