Pesquisa
pub
Novos Modelos
Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
11:00 - 19-04-2017
  77
  • Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
    foto 1 de 10
  • Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
    foto 2 de 10
  • Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
    foto 3 de 10
  • Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
    foto 4 de 10
  • Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
    foto 5 de 10
  • Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
    foto 6 de 10
  • Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
    foto 7 de 10
  • Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
    foto 8 de 10
  • Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
    foto 9 de 10
  • Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
    foto 10 de 10
Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!
Era o elemento que faltava para completar a "família X", a letra que agora unifica todos os modelos "crossover" da Opel, e que a marca alemã nos dá a conhecer, embora estejamos ainda a cerca de nove meses da sua comercialização! Já sabíamos que se chamaria Grandland X, agora ficamos a conhecer por fora e por dentro um modelo de enorme importância comercial para a Opel, por atacar um segmento de mercado que não pára de crescer: em seis anos subiu de 7 para 20%!

"Com o Grandland X atacamos o segmento dos SUV compactos", anuncia o presidente da Opel, Karl-Thomas Neumann. "O nome traduz aventura, independência e plenitude. O Grandland X tem visual marcante e atrairá novos clientes para a nossa marca. Além das características SUV, está equipado com tecnologias de topo que tornam a condução segura e divertida ao mesmo tempo".
Grandland X – Opel mostra o seu "anti-Qashqai"!


O Grandland X vem, assim, juntar-se ao Mokka X e ao Crossland X (o modelo que vai substituir o Meriva), embora jogando na "liga" mais acima, aquela onde se trava a batalha mais dura, com concorrentes como o Nissan Qashqai, VW Tiguan, Ford Kuga, Seat Ateca ou Peugeot 3008. Este último, mais que um rival, é um… "irmão", pois é sobre a plataforma do "crossover" francês que o Grandland X será feito. E não, não é fruto da compra da Opel pelo Grupo PSA, a parceria estava a funcionar muito antes, também o Crossland X é feito sobre a base do Peugeot 2008. E já estava também previsto que o Grandland X seja produzido na fábrica de Sochaux, a par do Peugeot 3008.

Não é, por isso, de espantar que ambos os modelos tenham dimensões semelhantes, embora com estilos radicalmente diferentes. O Opel é mais anguloso, numa carroçaria com formas mais clássicas mas, provavelmente, mais consensuais. Tem mais 3 cm que o 3008, para um comprimento de 4,477 m e a mesma distância entre eixos de 2,675 m. A largura é de 1,844 m (mais 3 mm) e a altura de 1,636 m (mais 12 mm), ou seja, dimensões praticamente iguais às do "parceiro" francês com quem divide… tudo o que não é visível. A bagageira tem 514 litros (menos 6 litros que o Peugeot) que atingem enormes 1652 litros depois de rebater os bancos traseiros!

Além da carroçaria bem diferente e com uma personalidade muito própria e típica da marca alemã – veja-se o característico vinco no centro do "capot", por exemplo –, com a possibilidade adicional de receber uma pintura bicolor (com o tejadilho num tom diferente) também o interior é "todo Opel", afastando-se totalmente das soluções diferentes e nem sempre consensuais adoptadas pelo Peugeot.

No Grandland X encontramos uma disposição clássica dos comandos, com um grande ecrã central táctil que é o centro do sistema IntelliLink onde se comandam uma série de funções, em especial tudo o que se relaciona com as inúmeras possibilidades de conectividade e interacção com os smartphones dos ocupantes. Que, refira-se, podem ser carregados por indução, ou seja, sem fios, num local próprio e dependendo do modelo de smartphone.

Aliás, o Grandland X promete um equipamento a nível das ajudas à condução particularmente completo, embora alguns deles venham a ser opcionais, consoante os níveis de acabamento. Cruise control adaptativo com deteção de peões e travagem automática de emergência, alerta de cansaço do condutor, assistência ao estacionamento, câmara 360º, faróis dianteiros adaptativos em LED, com comutação automática médios/máximos e nivelamento automático ou ainda o sistema Grip Control – que já conhecemos do Grupo PSA – e que oferece cinco modos distintos para controlar a tracção em escapadelas do asfalto.

Além dos bancos ergonómicos e da opção de volante, bancos dianteiros e traseiros aquecidos, o Grandland X pode ainda ter o sistema de abertura automática do portão traseiro com sensor, passando o pé por baixo do pára-choques. E, claro, conta com o já famoso sistema OnStar da Opel que não só está pronto para chamadas de emergência como presta um serviço se assistência até de reservas de hotéis ou de localização de parques de estacionamento!

Embora tenha sido revelado já hoje, o Opel Grandland X só será mostrado em público em Setembro, durante o salão automóvel de Frankfurt. E as vendas só arrancarão no início do próximo ano.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
PUB
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres