Pesquisa
Preços automóveis novos
  • Countryman vai ser o primeiro híbrido "plug-in" da Mini!
    foto 1 de 5
    Fotos
    Countryman vai ser o primeiro híbrido "plug-in" da Mini!
    17:56 - 17-10-2016
    7
  • Countryman vai ser o primeiro híbrido "plug-in" da Mini!
    foto 2 de 5
    Fotos
    Countryman vai ser o primeiro híbrido "plug-in" da Mini!
    17:56 - 17-10-2016
    7
  • Countryman vai ser o primeiro híbrido "plug-in" da Mini!
    foto 3 de 5
    Fotos
    Countryman vai ser o primeiro híbrido "plug-in" da Mini!
    17:56 - 17-10-2016
    7
  • Countryman vai ser o primeiro híbrido "plug-in" da Mini!
    foto 4 de 5
    Fotos
    Countryman vai ser o primeiro híbrido "plug-in" da Mini!
    17:56 - 17-10-2016
    7
  • Countryman vai ser o primeiro híbrido "plug-in" da Mini!
    foto 5 de 5
    Fotos
    Countryman vai ser o primeiro híbrido "plug-in" da Mini!
    17:56 - 17-10-2016
    7
É verdade que a Mini não identificou qual será o seu primeiro modelo a ter uma mecânica híbrida "plug-in", mas a foto divulgada, mesmo com camuflagem e tudo, não deixa grandes dúvidas: a próxima geração do Countryman estará disponível numa versão que juntará o já conhecido motor tricilíndrico 1.5 turbo (associado a caixa automática de 6 velocidades) a um motor eléctrico, com baterias recarregáveis numa tomada eléctrica.

Com uma vantagem técnica muito interessante: será desta forma que o Countryman conseguirá proporcionar uma versão de tracção integral, com o motor a gasolina a mover as rodas dianteiras, enquanto o motor eléctrico movimenta as rodas traseiras. Assim que o controlo de estabilidade (DSC) detecta alguma perda de aderência coloca de imediato o outro motor em funcionamento para ter mais duas rodas a "puxar" pelo carro, recuperando o controlo.

No fundo, é a mecânica que encontramos no BMW 225xe Plug-in Hybrid, mas a fazer a sua estreia num Mini, mais concretamente no modelo Countryman com que partilha a plataforma. A Mini não divulgou dados concretos da mecânica mas, se se confirmar a semelhança com a do "primo" BMW, terá um total combinado de 224 cv e 385 Nm.

Poderá ser guiado em modo totalmente eléctrico, com uma autonomia anunciada (em condições ideais…) de 40 km, graças à bateria de iões de lítio com uma capacidade de 7,6 kWh. As baterias encontram-se sob o banco traseiro e podem ser recarregadas numa normal tomada eléctrica, cujo encaixe se encontra no guarda-lamas dianteiro-esquerdo do Countryman.

"Num modelo híbrido da Mini, mesmo conduzir no modo eléctrico tem de ser uma experiência emocionante", diz Sebastian Mackensen, vice-presidente da marca. "O que significa que o modo totalmente eléctrico não pode estar limitado a velocidades de 30 ou 40 km/h mas a algo bem acima dos ritmos citadinos". Assim, o Mini Countryman híbrido terá dois modos "emissões zero": no Auto eDrive a velocidade pode atingir os 80 km/h; no Max eDrive pode ir até aos 125 km/h. Obviamente que os 40 km de autonomia cairão drasticamente…

A Mini vai apresentar o novo Countryman – maior e com habitáculo mais espaçoso, pela adopção da nova plataforma, comum à BMW – no salão de Los Angeles, em meados de Novembro. O "território" ideal para a irreverente marca se estrear com um híbrido de elevadas "performances" que, diz Mackensen, "não vai perder aquela sensação de condução de ‘karting’ tão típica dos Mini".
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
PUB
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres