Pesquisa
pub
Notícias
Os 10 protótipos que nunca chegaram à produção em massa
14:54 - 13-08-2017
  37
BMW Gina Light Vision Model (2008)BMW Gina Light Vision Model (2008)BMW Gina Light Vision Model (2008)Ford GT90 ConceptFord GT90 ConceptFord GT90 ConceptJaguar C-X75Jaguar C-X75Jaguar C-X75Renault DezirRenault DezirRenault DezirFerrari 512 S ModuloFerrari 512 S ModuloFerrari 512 S ModuloMercedes C111-IIIMercedes C111-IIIMercedes C111-IIILamborghini GenesisLamborghini GenesisLamborghini GenesisAlfa Romeo CaimanoAlfa Romeo CaimanoAlfa Romeo CaimanoMazda TaikiMazda TaikiMazda TaikiLancia Bertone Stratos ZeroLancia Bertone Stratos ZeroLancia Bertone Stratos Zero
BMW Gina Light Vision Model (2008)BMW Gina Light Vision Model (2008)BMW Gina Light Vision Model (2008)Ford GT90 ConceptFord GT90 ConceptFord GT90 ConceptJaguar C-X75Jaguar C-X75Jaguar C-X75Renault DezirRenault DezirRenault DezirFerrari 512 S ModuloFerrari 512 S ModuloFerrari 512 S ModuloMercedes C111-IIIMercedes C111-IIIMercedes C111-IIILamborghini GenesisLamborghini GenesisLamborghini GenesisAlfa Romeo CaimanoAlfa Romeo CaimanoAlfa Romeo CaimanoMazda TaikiMazda TaikiMazda TaikiLancia Bertone Stratos ZeroLancia Bertone Stratos ZeroLancia Bertone Stratos Zero
Os protótipos são trabalhos de design que as marcas realizam como prova do que são capazes de fazer, como prova do que gostariam de construir ou apenas para apresentar uma nova imagem da marca para as futuras criações. Em alguns casos estas criações nunca chegam a ser uma realidade.

BMW Gina Light Vision Model (2008)

À primeira vista tem a forma de um BMW Z4, embora vá um pouco mais longe. Contava com uma carroçaria em plástico flexível de maneira a se amassava quando abria as portas. Também ocultava os faróis dianteiros e só abria quando eram necessários.

Ford GT90 Concept (1995)

É normal que as marcas generalistas gostem de mostrar que são capazes de criações mais ousadas. Mas poucas vezes se aventuram no mundo dos superdesportivos. O GT90 da Ford queria reviver o mito do GT40 com um desenho a fazer lembrar um caça e uma cúpula de cristal laminado. O motor seria um V12 de 720 cv com uma velocidade máxima de 408 km/h.

Jaguar C-X75 (2013)

Desde o início da marca britânica que as suas criações são sinónimo de velocidade. Muitos dos seus desportivos do passado ainda hoje podem valer milhões de euros. Este protótipo foi construído com a colaboração da Williams, equipa de Fórmula 1. O carro combinava dois motores eléctricos para chegar aos 850 cv e 1.000 Nm de binário máximo. Não chegou a ser produzido em massa mas foi o automóvel de James Bond no filme "Spectre".

Renault Dezir (2010)

Esta criação revolucionou a linguagem de design da marca francesa. Apresentado no Salão de Paris, este carro gerou muito entusiasmo, ao ponto de um milionário russo ter oferecido um milhão de euros pelo automóvel.

Ferrari 512 S Modulo (1970)

É sempre bom olhar para o passado e ver como o futuro era entendido naquela altura. Este Ferrari é um exemplo disso mesmo. Baseado no 512 de competição, as suas linhas inspiraram o futuro 365 GT4/BB. Um design que mais parece um autêntico avião para a estrada. O carro vinha com um motor V12 de cinco litros e 550 cv.

Mercedes C111-III (1969)

Na realidade, o C111 são quatro protótipos diferentes que formaram parte de uma série de trabalhos e ensaios da Mercedes na busca de novas plataformas, mecânica, aerodinâmica e tecnologias de segurança. Este modelo buscava a potência pura e dura  e chegou mesmo a registar um recorde de velocidade.

Lamborghini Genesis (1988)

Este projecto seria a primeira proposta de um monovolume da Lamborghini. Mas não ficaria atrás dos outros modelos da marca italiana. Contava com um motor V12 de 5.2 litros e o seu aspecto futurista permitia uma abertura de portas em forma de asas.

Alfa Romeo Caimano (1971)

O resultado neste carro foi um design fino que apresentava formas ousadas na abertura do capot e do habitáculo. Os bancos estavam praticamente em cima do eixo traseiro. O interior era coberto por um cúpula que abria verticalmente.

Mazda Taiki (2007)

Talvez um dos protótipos mais fortes no design que a Mazda apresentou. Um carro que visto da lateral se perde na parte traseira, onde as rodas parecem meros apêndices. Ainda assim, por incrível que pareça, é um carro com tracção traseira. Foi também um dos últimos modelos com um motor rotativo, modelo que a marca japonesa teve de abandonar por causa das emissões.

Lancia Bertone Stratos Zero (1970)

Um carro que parece saído de uma criação algo atribulada mas que teve um papel importante da história automóvel. Nasceu na mesa de criações de Marcello Gandini, para muitos o melhor designer da história. A dianteira era algo futurista e a porta abria verticalmente como se fosse uma espécie de tampa.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
PUB
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres