Pesquisa
Actualidade
Taxista chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe E
14:00 - 12-04-2018
  1289
Taxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe E
Taxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe ETaxista português chega aos 2 milhões de km num Mercedes Classe E

Manuel Costa e Silva, taxista de Vila do Conde, acaba de atingir a marca dos dois milhões de quilómetros com o seu Mercedes Classe E220 CDI de Abril de 2003.

Este taxista alcançou este marco significativo sem qualquer alteração na transmissão e diferencial do seu Classe E, mas substituiu o motor quando chegou à barreira dos 1.500.000 quilómetros! A Mercedes Portugal recorda que todas as revisões ao longo destes 15 anos foram realizadas na Auto Bem Guiados, um espaço autorizado da marca.

Estes 15 anos de "vida" e dois milhões de quilómetros deram espaço a muitas histórias entre "homem" e "máquina", mas uma das mais curiosas foi uma viagem de 50 horas (sem parar) entre Vila do Conde e Barcelona, no transporte de componentes automóveis.

Como recompensa por estes dois milhões de quilómetros a Mercedes vai oferecer a Manuel Costa e Silva a substituição do painel de instrumentos, entre outros componentes, sendo que Manuel recorda que há pequenas práticas que podem proporcionar uma maior longevidade aos automóveis e motores: colocar o motor a trabalhar 5 minutos antes de arrancar, não exceder os 80 km/h nos primeiros 10 quilómetros de viagem, cumprir o plano de manutenção e rever o motor de arranque e alternador de 500 mil em 500 mil quilómetros.

Recorde-se que o Mercedes Classe E, actualmente na sua décima geração, conta já com mais de setenta anos de história, ainda que até 1993, altura em que foi lançado o W124 e em que o nome "Classe E" apareceu pela primeira vez, a designação fosse outra.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
alexandre silva   23:25 - 13-04-2018
VOTAR
Deve ter feito muitos Kms a fugir ao mau feitio da dona do lar de sonho. Pelos vistos o sr taxista também não a suporta como todas as pessoas que já procuram casa e tiveram o azar de entrar na imobiliária errada. Viva a Cataryna longe, assim não há problemas!!!
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.