Pesquisa
pub
Actualidade
NEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na China
12:36 - 06-12-2017
  39
NEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na China
NEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na ChinaNEVS 9-3: Produção dos novos Saab já começou na China
É oficial, a SAAB está de volta… com um novo nome, NEVS, que começou esta terça-feira a produção da berlina eléctrica 9-3 na nova unidade de produção em Tianjin, na China.

Mas primeiro importa contar a história da NEVS, acrónimo de National Electric Vehicle Sweden. Quando a Saab se afundou, a empresa sueca NEVS apareceu e comprou todos os activos da Saab, com a excepção do nome e do logo, que ficaram na posse de uma empresa do sector da defesa.

Ainda assim, a NEVS conseguiu autorização para continuar a usar o nome Saab (mas não o logo), algo que viria mesmo a fazer quando recomeçou a produzir o modelo 9-3, em 2013. Contudo, viria a perder este direito um ano depois, altura em que as suas finanças também se afundaram.

Agora, alguns anos depois, a NEVS está de volta e mais forte do que nunca. Continua a ser uma empresa sueca, tal como o nome sugere, mas conta com financiadores chineses e uma nova estratégia, que passa por usar a base do 9-3 para criar uma berlina eléctrica destinada (numa primeira fase) ao mercado da China.

E esta terça-feira foi dado o primeiro passo nesse sentido, já que a marca anunciou o arranque da produção da berlina eléctrica 9-3 na nova unidade de produção de Tianjin, na China.

Definido como "um importante marco na implementação da visão da NEVS para moldar a mobilidade para um futuro mais sustentável", o 9-3 totalmente eléctrico é, do ponto de vista estético, em tudo semelhante ao 9-3 da Saab. Mas as semelhanças acabam aí.

Este novo 9-3 contará com um propulsor eléctrico e um "pacote" de baterias que lhe garantem uma autonomia de 300 quilómetros com uma única carga. Além disso, terá ligação WiFi disponível "a bordo", um software que pode ser actualizado remotamente pela marca e uum sistema de filtragem de ar para combater os problemas da poluição na China.

A NEVS não adiantou mais detalhes acerca deste modelo, mas confirmou que já recebeu milhares de encomendas de empresas chinesas e que assinou um acordo estratégico no valor de 12 mil milhões de dólares (10.16 mil milhões de euros) com a empresa de "leasing" de eléctricos "Panda New Energy" para a entrega de 150 mil carros.

Para já, o objectivo da NEVS é produzir 50 mil exemplares do 9-3 por ano, mas a ideia para o futuro é que este número cresça até às 220 mil unidades. E esta previsão está em tudo relacionada com a estratégia da empresa, que já anunciou que está a desenvolver três novos modelos.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
PUB
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.