Pesquisa
Ensaio
Peugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francês
10:59 - 06-07-2018
  28
Peugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francês
Peugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francêsPeugeot Rifter: já guiámos o novo familiar francês

O novo Peugeot Rifter é uma excelente proposta para famílias numerosas e para quem necessita de muito espaço. Para alguns, pode ter uma carga negativa por ser realizado a partir do Partner comercial, mas tem todos os argumentos para afirmar uma nova reputação num universo que fica a meio caminho entre monovolumes e SUVs.

DESIGN. A imagem dianteira tem tudo a ver com os mais recentes SUV da Peugeot, e isso é tão evidente nos grupos ópticos como na grelha. As protecções das cavas das rodas e das embaladeiras assumem um estilo que nos remete para os SUVs 3008 ou até para o 5008.

HABITÁCULO. O estilo exterior tem uma correspondência natural com a evolução da imagem interior, onde é visível um grande salto ao nível da qualidade geral de construção e até dos materiais, embora a Peugeot pudesse ter ido um pouco mais longe.

O moderno e funcional i-cockpit está presente, apesar do painel de instrumentos ter um aspecto sóbrio, mas o ecrã central táctil pode chegar até às oito polegadas e reúne o comando de diversas funções associadas à condução, bem como o info-entretenimento.

O desenho do novo tablier altera radicalmente o estilo do Rifter. Um enorme porta-luvas e um sem-fim de porta-objectos aumentam a funcionalidade de um modelo que poderá ter cinco ou sete lugares, seja na carroçaria normal (4,40 metros) ou na versão longa (4,75 metros). Os bancos suplementares são amovíveis.

O porta-bagagens garante um volume de 775 litros na configuração de cinco lugares, mas pode crescer até aos 3.000 litros com os bancos traseiros rebatidos, chegando aos 4.000 litros na versão mais longa.

MOTORES. O Rifter, tal como os "primos" Citroën Berlingo e Opel Combo, foi realizado com base na plataforma EMP2 e por isso pode contar com uma gama moderna de motores.

Por um lado, temos os 1.2 PureTech de três cilindros a gasolina com 110 ou 130 cv, e por outro os diesel 1.5 BlueHDi de 75, 100 e 130 cv. Os blocos mais potentes podem contar com a caixa automática EAT8 de oito velocidades.

AO VOLANTE. Guiámos o diesel 1.5 BlueHDi de 130 cv que, graças aos seus 300 Nm de binário, mostra uma grande elasticidade nos regimes intermédios. Apesar da carroçaria volumosa, o rolamento da carroçaria não é exagerado e a evolução na direcção contribuiu para a agradabilidade da condução.

Podemos admitir que este Rifter é capaz de fazer jogo igual com alguns SUV’s e monovolumes. É certo que a nova suspensão dianteira contribui para o bom equilíbrio e estabilidade direccional, apesar de a traseira, menos elaborada para permitir garantir grandes volumes de carga e peso, acabar por ser um pouco saltitante em pisos mais degradados. Mas isso acaba por não beliscar o conforto.

Num percurso bem sinuoso, sempre a subir e a descer, registámos consumos na casa dos 7,5 litros aos 100 km. Não é um valor exagerado para um veículo com estas características, mas também não prima pela economia.

O 1.2 PureTech de 120 cv pode ser um gasolina, mas tem uma grande elasticidade nos baixos regimes e é bem agradável de conduzir. É capaz de realizar consumos semelhantes aos do 1.5 BlueHDi de 130 cv, numa condução normal, mas estes valores sobem rapidamente com os ritmos mais elevados.

EM PORTUGAL. O novo Peugeot Rifter chega a Portugal em Novembro. De início, apenas na versão de carroçaria mais longa e na versão de sete lugares, as restantes surgirão progressivamente. Com este espaço temporal ainda é cedo para falar em preços, mas é seguro que será ligeiramente mais caro do que o "primo" Citroën Berlingo.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.