Pesquisa
Preços automóveis novos
  • HOJE HÁ 51 ANOS: Peugeot 19 do lixo para o museu do Caramulo
    foto 1 de 3
    Fotos
    HOJE HÁ 51 ANOS: Peugeot 19 do lixo para o museu do Caramulo
    20:11 - 30-11-2016
    48
  • HOJE HÁ 51 ANOS: Peugeot 19 do lixo para o museu do Caramulo
    foto 2 de 3
    Fotos
    HOJE HÁ 51 ANOS: Peugeot 19 do lixo para o museu do Caramulo
    20:11 - 30-11-2016
    48
  • HOJE HÁ 51 ANOS: Peugeot 19 do lixo para o museu do Caramulo
    foto 3 de 3
    Fotos
    HOJE HÁ 51 ANOS: Peugeot 19 do lixo para o museu do Caramulo
    20:11 - 30-11-2016
    48
O Peugeot Modelo 19 deve ser o mais antigo automóvel português em condições de circulação. É uma história de amor cujo protagonista se chama João Lacerda, que a 2 de Dezembro de 1965 logrou comprar esta velha relíquia em hasta pública e iniciar um longo processo de restauro.

A Peugeot terá produzido 75 unidades do modelo 19 em Audincourt, entre 1897 e 1902. Na época eram automóveis sofisticados, equipados com motores traseiros de 5 e 8 hp, e robustas rodas de raios feitas da experiência da marca na produção de bicicletas e triciclos.

Em 1963, João Lacerda descobriu um destes modelos (produzido em 1899), com uma carroçaria "Victoria", nos armazéns que a Câmara Municipal de Lisboa tinha na avenida da Índia. Pouco sabia sobre este automóvel, que se pensa que terá sido um dos dez primeiros a ser importados para o nosso país, embora se desconheça o nome do primeiro proprietário.

Tinha sido desprovido de todos os órgãos mecânicos, e estava inventariado como "carruagem". A sua compra só poderia ser feita em hasta pública, um processo que demorou cerca de dois anos. Mas em 1965 foi incluído na lista de objectos a ser vendidos pela edilidade, e foi adquirido por João Lacerda por 5.250$00.

O restauro foi um longo trabalho de paciência. Durou doze anos, ao longo dos quais foi adquirido em França um motor da época, que teve de ser reparado. Mas o mais difícil foi conseguir a autorização do Museu Henri Malartre de Rochetaillée, para desmontar uma caixa de velocidades e conseguir realizar os moldes e desenhos para as peças que foram fundidas em Portugal, onde também foi construído um radiador em serpentinas de cobre e o aparelho de lubrificação gota-a-gota, para já não falar nos pneus que a Michelin produziu de acordo com os planos da época.

Renasceu assim o Peugeot 19, que é o mais antigo automóvel em condições de circulação do nosso país, estando registado no Veteran Car Club of Great Britain desde 30 de Abril de 1975. Em 1977 e 1988 alinhou à partida do Rali Londres-Brighton, tendo percorrido os 100 km entre as duas cidades sem quaisquer problemas. Hoje, apesar da sua provecta idade, continua a sair regularmente pelos arruamentos do Caramulo, para conservação mecânica.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
PUB
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres