Pesquisa

Pesquisar Efemérides

Não foi encontrado efemérides para o dia selecionado
Efemérides
12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker
00:01 - 12-07-2016
  5
12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker
12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker12 de Julho de 1982: O último Táxi Checker
O último táxi Checker saiu da linha de montagem em Kalamazoo, no Estado americano do Michigan no dia 12 de Julho de 1982, 59 anos depois da primeira unidade ter sido produzida pela Checker Cab Manufacturing Company.

Foi o final de um automóvel que faz parte do imaginário de Nova Iorque e até dos EUA, apesar de ter sido criado pela empresa de um imigrante russo, que chegou à América aos 19 anos de idade. Morris Markin trocou a sua Smolensk natal por Chicago onde viviam dois tios. Começou por trabalhar como alfaiate ao mesmo tempo que geria uma frota de táxis, a que se juntou mais tarde um negócio de peças de automóveis – a Markin Auto Body Corporation, que abriu as portas em Joliet, no Illinois.

Em 1921, depois de emprestar 15 mil dólares a um amigo que geria a Commonwealth Motor Company, absorveu essa empresa e deixou de produzir automóveis tradicionais para se concentrar na construção de modelos para serem utilizados como táxis. Surgiu assim a Checker Cab Manufacturing Company, que assumiu o mesmo nome da empresa de táxis que operava em Chicago. No final de 1922 produzia mais de 100 unidades por mês em Joliet e mais de 600 carros já circulavam em Nova Iorque.

Para dilatar o negócio era importante criar uma nova fábrica e Morris Markin instalou-se em duas unidades fabris que estavam devolutas em Kalamazoo e reuniu 700 trabalhadores.

A Grande Depressão condicionou as vendas e Morris Markin vendeu a empresa, mas voltou a comprá-la em 1936, diversificando o negócio com a produção de componentes para outras marcas. Durante a II Guerra Mundial produziu material militar e depois do conflito lançou o Superba e o Marathon, os primeiros automóveis da Checker para além do mercado dos táxis. Atingiu o pico da produção em 1962, quando chegaram a ser produzidas 8 173 unidades. Morris Markin morreu em 1970, no início de uma década onde muitas empresas de táxis começavam a procurar automóveis mais pequenos, mais leves e com motores mais eficientes, e a produção caiu. Em Abril de 1982, David , o filho do fundador da marca, anunciou que a produção do Checker terminava no Verão e o último modelo a sair da linha de montagem seguiu directamente para o museu da cidade. A empresa continuou a gerir uma frota de táxis em Chicago e manteve a produção de componentes para outras marcas, nomeadamente para a General Motors.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.