Pesquisa
pub

Pesquisar Efemérides

Não foi encontrado efemérides para o dia selecionado
Efemérides
HOJE HÁ 32 ANOS: A primeira vitória de Senna na F1
00:02 - 21-04-2017
  204
  • HOJE HÁ 32 ANOS: A primeira vitória de Senna na F1
    foto 1 de 9
  • HOJE HÁ 32 ANOS: A primeira vitória de Senna na F1
    foto 2 de 9
  • HOJE HÁ 32 ANOS: A primeira vitória de Senna na F1
    foto 3 de 9
  • HOJE HÁ 32 ANOS: A primeira vitória de Senna na F1
    foto 4 de 9
  • HOJE HÁ 32 ANOS: A primeira vitória de Senna na F1
    foto 5 de 9
  • HOJE HÁ 32 ANOS: A primeira vitória de Senna na F1
    foto 6 de 9
  • HOJE HÁ 32 ANOS: A primeira vitória de Senna na F1
    foto 7 de 9
  • HOJE HÁ 32 ANOS: A primeira vitória de Senna na F1
    foto 8 de 9
  • HOJE HÁ 32 ANOS: A primeira vitória de Senna na F1
    foto 9 de 9
A vitória de Ayrton Senna no GP de Portugal de 1985 foi uma dos maiores êxitos que algum piloto conquistou na F1. Era a segunda corrida do brasileiro com a Lotus e a equipa tinha apostado tudo na conquista da pole position, levando ao máximo a pressão de sobrealimentação do motor turbo, e Ayrton foi o mais rápido.

No warm-up de domingo do dia 21 de Abril, o piloto voltou a ser o mais rápido em pista até começar a chover, mas o motor partiu, o que era um péssimo indicador para a corrida. "Foi uma quebra repentina violenta, que destruiu a caixa e mesmo parte da suspensão. Era preciso refazer toda a parte traseira do carro nas poucas horas que restavam para a largada", referiu Ayrton ao jornalista brasileiro Eduardo Corrêa.

"Não era a melhor forma de iniciar o domingo", considerou Ayrton. Antes da partida começou a cair uma violenta chuvada, que nunca mais parou. "Os organizadores deram-nos 10 minutos extra de aquecimento para nos adaptarmos àquela chuva. Eu estava completamente perdido, porque não fazia a mínima ideia de como o carro se iria comportar com os depósitos cheios. Por isso saí das boxes a pisar ovos..."

Na volta de formação da grelha de partida o brasileiro foi muito cauteloso. "Veio a largada, senti que o carro estava normal e fui embora...", recordou o brasileiro, que deu início a um recital memorável.

Das 70 voltas previstas, apenas foram cumpridas 67 no tempo máximo regulamentar de duas horas. "Em condições de aderência precária, a sua virtuosidade fez maravilhas", escreveram os jornalistas franceses Johnny Rives e Renauld de Laborderie, no livro 20 anos de Fórmula 1. Ayrton ganhou uma volta a todos os pilotos em pista, excepto a Michele Alboreto, que cortou a meta com mais de um minuto de atraso.

O seu ritmo foi alucinante, garantindo uma vantagem de cerca de 1,5 segundos por volta e melhorando várias vezes a volta mais rápida. Apenas teve uma pequena quebra de concentração quando teve uma ligeira saída de pista, que veio a controlar sem dificuldades. "Tive vários momentos difíceis, mas o maior foi quando passei com as quatro rodas por cima de uma poça de água e o carro fez aqua planning para fora da pista", referiu o brasileiro.

Estava garantida a primeira das 41 vitórias conquistadas por Ayrton Senna antes do fatídico dia 1 de Maio de 1994, quando perdeu a vida no GP de San Marino. O brasileiro conquistou ainda 65 pole positions nas 161 provas de F1 disputadas entre 1984 e 1994, foi 19 vezes o mais rápido em pista e garantiu os títulos mundiais em 1988, 1990 e 1991.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
PUB
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres